Calcutá - índia / Kolkata - India

EN

Hello guys, how are you? I hope I find you all very well, I just came back from India and I am going to take you there. 
My journey to in India was a surprise. I was not expecting to have so much fun and like it so much. Well, let me start from the beginning when I was still at home. I received a call at 10 pm saying: Miss Ana you are doing to Kolkata, India. The lady on the phone was expecting me to be very mad because that is a flight that we usually don't like very much. However I always wanted to go to India. (I go to India all the time but we don't get out of the aircraft and in this one we do).
We flew there, everything was the same as usually and we went out of the aircraft all like zombies. 
We arrived the hotel around 08:30 Dubai time, 11:00 local. Because there was a lot of us that was our first time in India we all wanted to go out. 
So we agreed that in 3 hours (we all needed a small nap after the night flight) we would meet at the reception and go. 
At 13:30 local time we were all downstair, five crew and the First officer that has been there many times. So after asking the concierge for a taxi we were ready to go. Six of us plus the driver in a taxi for 5 people. It was fun though. 
The first thing we have done was going to eat, we went to a restaurant called Peter Cat where we ate everything we wanted and the food was very good (yes even for me that I don't like spices at all) I really enjoy it. In the end we divided the bill for 6 and it was like 5 euros each. The restaurant was kind of fancy for Kolkata and the price was amazing. I highly  recommend who ever go to Kolkata to go there the service is very very good (any doubts just let me know and I will help you). 
After we ate we decided to go to buy some Sari we decided that since we were in India we wanted to go to shops some typical things and buy the clothes that are typical from there. So we did it. After getting in a few shops using the help of Mr Jas that was our lovely driver and negotiator of Saris, we finally bought a few fabrics to do it or an other kind of dress. I don't even need to say how cheap  the fabrics were, very very cheap!!. 
After going to the Sari shops we got in the car again, and went to Mother Teresa's house.
Like any other religious sanctuary we felt peaceful in that place. There was a room full os things from Her place and Her life, many photos and many sayings of her. Also her  tomb was there. It was very interesting to go there. In the end one of the ladies (maybe I should call her sister, I don't know) she offered us a medal to bring with us. I was very grateful and happy about that. 
After we took lots of pics, imagine lots of pic X5 because we were five girls, that is a lot. All the locals were looking at us and they start coming closer to ask for money or just simply to gaze. 
The streets there kind of remind me of Dhaka, the all environment is very grey, the floor is always dirty and there is a lot of poverty. Most of the people on the streets are man, with a very dark skin color. But in no moment I felt unsafe. They were just staring at us all the time because we are different (specially the blond ones with very light skin), but they were never rude or dangerous. 
After Mother Teresa's Home and a thousand of selfies with our fun driver that was always smily and happy to take one more picture we went to Victoria Memorial Hall. Not far from our hotel but it was already close. However it was day light and we wanted to take pictures of it. So I went to the guard and I ask him if it was closed. He said yes. So I ask him if he could let us go in just to take a picture. Well he saw five girls and one boy and he said: -Okay Okay (typical from a Indian gentleman even in dubai to say the words always 2 times). 
We got in and as soon as we passed the gates we took so many pictures and they start going in trough the gardens so nobody took us off of there. 
The place is beautiful the gardens are beautiful and the palace is wow. As soon as we saw it one of the girls said that it make her remind of Taj Mahal. And it was true it really look a like the most famous building in India. 
It was already getting dark, so we couldn't see it from the inside (yes we were not eve suppose to be there anymore at that timing !! ). 
There was time to come back to the hotel. Not even 4 min away Mr Jas drop us in the hotel. We payed around 1,50 euro each (x6 people) for the all day with him. So again, it was really cheap.  We give him more tip than money from the ride, as he was the best taxi driver we had (I ever had). He was funny and smily and helpful in the shops, and he told us some nice stories. 
I forgot to say something really important. First the traffic is CRAZY, everybody toot, they are always using the horn but I mean EVERY 2 seconds they use it, because the people just cross the streets randomly and the streets are not both ways they are all the ways they go every direction and it is kind of scary to be inside the car there. But we haven't seen any accident though.
Other thing is I haven't seen not even one cow. I thought India had cows on the streets everywhere, well in Kolkata I haven't seen not even one. 

At the hotel I was going to my room to Skype and sleep, but four of us we were hungry so we decided to stay next to the pool and eat after a wile, we stayed there a little bit , where we had a great conversation with the hotel Concierge, Mr David, a really nice gentleman that even send us a email with the crew pictures from when we arrived at the hotel. And then we eat at the hotel in a really nice restaurant that the FO had been before and the food was delicious and the dessert was even better. 
Dinner was finished I went to my room to Skype (only a little bit because I was exhausted) and then  it was time to sleep to fly back to Dubai early morning.


/



PT

Olá meus queridos, espero que esteja tudo bem com vocês,  eu acabei de voltar da Índia onde adorei estar e, hoje vou lavar-vos a dar um passeio até lá.
A minha jornada na Índia foi uma surpresa. Eu não estava à espera que me fosse divertir tanto e gostar tanto da estadia. Bem, deixem-me começar do inicio, quando eu ainda estava em casa. Eu recebi uma chamada de uma senhora às 22:00 que me disse: Menina Ana hoje vai trabalhar até Kolkata, na Índia (acontece ligarem-nos a qualquer hora quando estamos de reserva o que acontece mais ou menos uma vez por ano). A senhora do outro lado da linha estava à espera que eu ficasse toda chateada, porque este é um vôo que nós geralmente não gostamos muito de fazer. No entanto, eu sempre quis ir para a Índia (sim porque eu vou para à Índia o tempo todo, mas normalmente não saímos do avião, desembarcamos os passageiros embarcamos outros e seguimos novamente para o Dubai) .
Nós voamos para lá e como é típico deste voo chegamos à Índia meios Zombies.
Chegamos ao hotel por volta das 08:30 hora do Dubai, 11:00 local. Como para quase todos nós era a primeira vez na Índia, combinamos que iríamos todos ver a cidade!
Concordamos então que em três horas sim, porque todos nós precisávamos de uma pequena sesta após o vôo noturno, nos encontraríamos na recepção e iríamos passear.
Às 13:30 hora local, estávamos todos cá em baixo, cinco de nós tripulantes e o co-piloto um miúdo de 23 anos 5 estrelas que já  lá tinha ido muitas vezes. Então, depois de pedir ao Concierge para nos chamar um táxi, estávamos prontos para deixar o hotel. Éramos 6 mais o motorista num táxi para 5 pessoas. Todos esmagados lá fomos nós!
A primeira coisa que fizemos foi ir comer, fomos a um restaurante chamado Peter Cat onde comemos tudo o que queríamos e a comida era muito boa (sim, mesmo para mim que não gosto de especiarias e picantes) Eu realmente gostei muito tanto do lugar como da comida. No final dividimos a conta por 6 e foi mais ou menos 5 euros a cada. O restaurante era bom, ''chique'' até para Kolkata e o preço foi incrível. Eu recomendo muito a quem vá a Calcutá para ir lá, o serviço é muito, muito bom (qualquer dúvida, digam-me e ajudo).
Depois de almoçarmos, decidimos ir comprar alguns Saris porque já que estávamos na Índia queríamos ir a algumas lojas características e comprar as roupas que são típicas de lá. Então assim foi. Depois de entrarmos em algumas lojas com a ajuda do Sr. Jas que foi o nosso prestável motorista (e negociador de Saris) finalmente comprei alguns tecidos para fazer o tal Sari ou um outro tipo de vestido. Escusado será dizer o quão baratos os tecidos eram  (muito, muito barato !).
Depois das lojas de Saris que entramos no carro novamente e fomos para a casa de Madre Teresa de Calcutá .
Como qualquer outro santuário religioso sentimos uma imensa paz naquele lugar. Havia uma sala cheia de coisas da sua vida e casa e também muitas fotos e muitos provérbios ditos por Ela. Também o seu túmulo estava lá. Foi muito interessante lá ir. No final, uma das senhoras (talvez eu deveria chamá-la de irmã, eu não sei) ela ofereceu-nos uma medalhinha para trazermos conosco. Fiquei muito grata e feliz com isso.
Depois de tiramos muitas fotos, imaginem muitas fotos vezes 5 porque éramos cinco meninas, é muita foto. Todos as pessoas locais estavam a olhar para n
os.  Alguns começavam a chegar mais perto para pedir dinheiro ou simplesmente paravam e ficavam a olhar.
As ruas lá fizeram-me lembrar de Dhaka, onde todo o ambiente é muito cinza , o chão está sempre sujo e há muita pobreza . A maioria das pessoas nas ruas são homens, com uma cor de pele muito escura, maioria magros e com um ar sofrido. Mas em nenhum momento eu me senti mal lá. Eles estavam apenas a olhar para nós o tempo todo, porque somos diferentes ( especialmente as loiras com pele muito clara ), mas eles nunca foram rudes ou perigosos ou sequer indelicados.
Depois da visitar à casa da Madre Teresa e de um milhar de fotos de nós próprios com o nosso motorista divertido que se esteve sempre a rir e aproveitar o momento, fomos para Victoria Memorial Hall. Que fica não muito longe do nosso hotel. O sol estava a por-se e queríamos tirar fotos do Castelo mas este já se encontrava fechado. Então eu fui ter com o guarda e eu perguntei-lhe se estava fechado. Ele disse que sim . Então eu perguntei-lhe se ele poderia nos deixar para irmos apenas tirar uma foto. Bem, ele viu cinco meninas estrangeiras e um menino, e ele disse : - Ok Ok (é típico de um senhor indiano mesmo no Dubai dizer as palavras sempre duas vezes) .
Quando nos apanhamos lá dentro o nosso ''guia'' (o miúdo que era o co-piloto) foi-nos guiando até ao sitio ideal para tirar  a foto e já ninguém nos tirou de lá. Andamos pelos jardins até quase nos expulsarem de lá.
O lugar é de cortar a respiração os jardins são lindos e o palácio é formidável. Assim que ainda no taxi, avistamos o palácio, uma das meninas disse que fazia-lhe lembrar do Taj Mahal. E tive que concordar era realmente muito parecido com o edifício mais famoso na Índia.
Já estava a ficar escuro, por isso não podíamos visitar o castelo por dentro (afinal nem era suposto estarmos no jardim àquela hora, quanto mais!).
Já era hora de voltar para o hotel. Nem 4 minutos depois chegamos ao hotel. O Sr. Jas despediu-se de nós, nós pagamos mais ou menos 1,50 euro cada ( x6 pessoas) por o dia todo com ele. Então, novamente, foi de graça quase. Nós demos-lhe mais dinheiro de gorjeta pelo passeio do que marcava no taxímetro, já que ele foi o melhor motorista de táxi que tivemos (certamente o melhor que eu já tive). Não só era engraçado, sorridente e útil para as negociatas nas lojas como nos contou algumas histórias agradáveis durante o decorrer do dia.
Esqueci-me de dizer algo realmente importante! Primeiro, o trânsito é uma loucura, toda a gente apita, eles estão sempre com a mão na buzina, a cada 2 segundos apitam, porque há pessoas a atravessar a rua em todos os sentidos, há carros em todos os sentidos e apitando sempre lá vão eles por lá a fora. A verdade é  que travagens bruscas à parte não vi nenhum acidente.
A segunda coisa que queria dizer é que eu não vi nem uma vaca. Eu pensei que na Índia tinha vacas nas ruas a passearem-se por todos os lugares,  bem em Kolkata eu não vi nem uma sequer.

Já no hotel, eu estava a ir para o meu quarto para conversar no Skype e dormir, mas passei numa loja  primeiro para comprar o meu íman de frigorifico (o meu íman de frigorifico é sagradinho) e em conversa chegamos à conclusão que quatro de nós estávamos com fome, então decidimos ficar junto da piscina a fazer horas para o jantar, para comer e depois voltar para cima. Ficamos ali um pouco, onde tivemos uma agradável conversa com o Concierge do hotel, o Sr. David, um muito bom cavalheiro que até nos enviou um e-mail com as nossas fotos, da tripulação à chegada ao hotel. E então, comemos num restaurante muito bom que o co-piloto já tinha experimentado.  A comida era deliciosa. A sobremesa foi melhor ainda.
Acabamos de jantar, fui para o meu quarto para o Skype um bocadinho porque estava exausta e entretanto já era hora de me preparar para dormir para voar de volta para Dubai no início da manhã seguinte.



Peter Cat Restaurant






Mr. Jas 










Mother Teresa's House 
















He was so curious about us and the phones…














Relaxing by the pool












Our delicious dessert 




I hope you guys liked my one-day adventure in India I really enjoy it, If you ever been there or you have some tips about what should I do next time please comment bellow and let me know it, I will appreciate the suggestions, kisses,

Espero que tenham gostado da minha breve aventura na índia, se já lá foram ou conhecem o local e quiserem dizer-me o que devo fazer para a próxima, agradeço sugestões, beijinhos, 

Outfit of Kolkata / O que Usei em Calcutá 
Saia longa Bege - Stradivarius 
Top curto - Stradivarius 
T-shirt de crochet - Stradivarius


Check my Vlogs in my youtube channel the first one is : Vlog in Kolkata, India 2014
  

Comentários

  1. Awesome that mr. Jas is in on the photos! :)

    ResponderEliminar
  2. Nice life Ana. Best wishes. You deserve it colleague!
    Love
    Anabela

    ResponderEliminar
  3. Nice life. Best wishes. You deserve it colleague!
    Love
    Anabela

    ResponderEliminar
  4. I always wonder why the EK cabin crew do not want an Indian destination in their roster ? Is it hard work ? Are the Indian people more demanding or is it the fact that 90% of the travelers are labour class !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. it is just because most of the indian destinations we are not able to leave the airplane and see India, it is just a turn around, that is why ;) people prefere layovers

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Obrigada Marta,
      va passando por aqui vou tentar manter isto atualizado e com boas fotos ! :)

      Eliminar
  6. Adorei as fotos! Um dia também hei-de ir à india :)

    http://bymafaldacosta.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada :)
      Claro que sim Mafalda! Se precisar depois de alguma info avise ;)

      Eliminar

Enviar um comentário

Please feel free to leave me a comment.

I would love to hear from you.

Mensagens populares