Bali - Indonesia


Olá a todos, hoje escrevo para vos contar como foram as minhas ferias na Indonesia com o meu namorado e um amigo nosso. Tudo começou no Dubai, onde da Noruega vieram os dois vikings (Stian e Lars) e então partimos para a nossa Surf trip. 
Depois de dois aviões onde fizemos Dubai - Jakarta e Jakarta - Bali e quase 24h de viagem finamente chegamos a Bali. O motorista do surf camp estava atrasado. Preocupados, ligamos para ele. Em 15 minutos estaria no sitio combinado para nos apanhar. 
Com o transito caótico de Bali, demoramos uns 45 minutos a chegar ao Surf camp, ou pelo menos eu acho que deve ter sido esse o tempo que demorou porque eu dormi o trajecto todo como um bebé. Só acordei ao som da palavra ''Chegamos!''. 

Ficamos num Surf Camp que é uma mistura disso mesmo e de Hotel. Ou Seja, funciona como o Surf Camp com aulas de Surf e toda a gente está lá para surfar, mas com o conforto de um hotel. 
Ficava numa area chamada Canggu (diz-se Changu) e o nome era Stormrider Surfcamp
Quando chegamos a primeira coisa que queríamos fazer era dormir, estávamos exaustos. Então, após uma visita guiada ao hotel, dormimos por umas horas. 
Quando acordamos já era de noite, descemos para ver o quadro de atividades, para ver a que horas seria a nossa primeira aula de surf no dia seguinte e aproveitando a boleia do dono do hotel, para a cidade, fomos jantar a um restaurante local. O restaurante chamava-se Betelnut Café e a comida era tão boa, que fomos lá varias vezes durante as ferias todas. Além de boa comida era barato então pronto já não saímos mais de lá! 
Também fomos a um chamado Deus, que gostamos bastante mas era mais carote. 

A nossa primeira aula de surf era no dia seguinte as 07:00 da manhã. Nessa noite jantamos e fomos descansar outra vez pois as 06:00 da manhã tínhamos que estar a preparar-nos para as 07:00 estar na aula.

07:00 Estávamos nós a espera do nosso professor, o Chris, um Australiano a viver em Bali a 20 anos, que nos levaria a uma praia, Echo Beach,  com ondas gigantes (sim eu até fiquei com medo!), mas e porque ele sabe mais de surf do que eu de qualquer outra coisa, ele decidiu que o mar estava grande de mais para nós. Ficou então adiada para o meio dia a primeira aula. 
Ao meio dia já estávamos nós a caminho de uma praia mais longe. A aula foi produtiva, não tivesse eu engolido meio mar e andado a rebolar pela outra metade. 
Na primeira aula não me consegui por de pé mas o professor queria que nós estivéssemos à vontade com os primeiros passos primeiro, como virar a prancha e saber exactamente o momento de levantar. 

Fica aqui a dica para as meninas que querem começar a fazer surf: Usem uma T-shirt por cima do bikini (e mesmo calções). Nessa primeira aula eu estava mais preocupada em ver se ainda tinha parte de cima do bikini quando era engolida por uma onda, do que propriamente fazer tudo certo. 
No dia seguinte comprei uma t-shirt de lycra que fez com que estivesse muito mais à vontade, também protege contra o sol e faz com que a parte abdominal não faça tanta fricção na prancha e não se fique tão vermelho. (sim porque os meus joelhos e barriguinha ficaram tão esfoladinhos no primeiro dia que precisava mesmo de algo para amenizar aquela fricção toda). 

Ali em bali não precisamos de fatos de Surf porque a água é quentinha e mesmo quem não quer gastar dinheiro numa livra uma t-shirt normal faz o jeito. 

À segunda aula já me levantava, foi uma sensação deliciosa, quando consegui pela primeira vez esse feito e apanhar aquela espuma branca que me fez deslizar por alguns metros. Melhor ainda foi quando o fiz e olhei para o lado e o Stian estava a ver. Senti-me mesmo feliz e vi que ele ficou todo orgulhoso :).

Isto repetiu-se durante toda a semana enquanto estivemos lá, entre a Echo Beach, Old man, Seminyak  … acordávamos as 05:00 ou 06:00 da manhã para ir surfar com o Chris e depois à tarde íamos sozinhos. Surfar e apanhar banhos de sol. O por do sol na Seminya Beach é lindo e também jantamos por lá algumas vezes.

Um dos dias, Domingo, fizemos uma tour por bali, fomos a umas praias mais paradisíacas a cerca de uma hora do hotel e a um templo. A minha praia favorita foi em Uluwatu assim como o Uluwatu temple. Nesta praia estava a haver uma competição de surf, então havia centenas de surfistas e fotógrafos com camaras fotográficas enormes a ver quem conseguia a melhor apanhar a melhor onda ou a melhor foto. Para ir para o mar tínhamos que descer pelo meio de rochas e a água era cristalina. 
Fez-me lembrar o Algarve, mais propriamente uma tour que fiz em Lagos há muitos anos atrás, porque andávamos no meio das rochas para chegar às praias escondias. Prancha de baixo do braço lá ia toda a gente surfar. Esta praia era bem turística. Bem diferente das praias ''secretas'' que o Chis nos levava e que tinham apenas alguns locais. 

O templo, estava cheio de macacos, agressivos tenho que dizer, que tentavam atacar as crianças e por isso tinham sempre os guardas à perna com umas fisgas, para impedir que atacassem fosse quem fosse. 
A vista do Templo é linda e valeu muito a pena todo aquele trajecto de carro que fizemos para chegar até ali e todo o transito. Tiramos muitas e lindas fotos. 

O que mais gostei sobre de Bali, tirando a parte que estava com o meu namorado num sitio super  lindo e relaxado e a fazer desporto, foram as pessoas. 
Todas as senhoras e rapazes que trabalhavam no Surf Camp eram adoráveis, super simpáticos, com um sorriso gigantesco. Serviam-nos um pequeno almoço delicioso (eu amava as frutas frescas e  docinhas e as panquecas de banana) com uma boa disposição que faziam o nosso dia começar logo bem. 

No último dia da nossa estadia, uma das senhoras que cuidava de nós e de quem eu gostei bastante convidou-me uma uma cerimonia típica de Bali. Eu disse que sim mas nem pensei que tivesse de fazer algo de especial. 
Marcou uma hora, por volta das 16:00, então nessa tarde fiquei no hotel. À hora marcada trouxe um montão de tecidos, vestiu-me a rigor e lá fomos nós para a cerimonia na parte de fora do Surf Camp. 
A sua mãe e pai eram os anfitriões. Familia e alguns amigos estavam ali reunidos para a bonita cerimonia. Fiz alguns videos antes da mesma, durante não fiz, essa parte fica guardada na minha memória. 
Fiquei muito grata pelo convite e pelo banquete que se seguiu. 

Tive as ferias perfeitas com o meu namorado. Estava mais feliz que nunca. 

No dia seguinte partimos, em direcção à Noruega com passagem pelo Dubai para descasar um bocadinho e tostar na praia antes de mais uma longa viagem.
Essa será a próxima aventura que vos vou contar.
Mas por agora espero que tenham gostado de Bali.


beijinhos,
Mafalda














































































































































Comentários

Mensagens populares